Entendendo o Negócio

Fabricantes e importadores de alguns segmentos de mercado, ao venderem seus produtos aos distribuidores/revendedores, são obrigados a pagar, de forma antecipada, os valores de PIS e COFINS, calculados a partir de estimativa de valor que será cobrado do consumidor final.

Essa forma de cobrança antecipada de tributos é conhecida como Regime Monofásico de tributação.

Em outras palavras, nesse regime de tributação as indústrias e importadores já pagam toda a tributação, cujos valores são embutidos nos preços dos produtos e pagos pelos revendedores e distribuidores que nada mais devem pagar a título de PIS E COFINS.

Acontece que as empresas do SIMPLES NACIONAL, ao pagar o “Imposto do SIMPLES” não excluem da base de cálculo os produtos monofásicos de tributação.

Com isso, pagam PIS E COFINS em duplicidade. Uma vez embutido no preço de compra dos produtos e outra vez no pagamento do SIMPLES, pois dentro da alíquota do SIMPLES, existe um desmembramento que destina uma parte ao PIS E COFINS.

Por essa razão muitas empresas do SIMPLES NACIONAL possuem créditos que podem ser recuperados.

Não espere que a Receita Federal faça as contas e devolva o valor que foi pago a maior!

A Receita Federal só devolverá para quem comprovar esses valores pagos indevidamente. E é nesse ponto que a REVISAFISCO entra em ação!

Para conseguirmos recuperar esses créditos, realizamos uma auditoria eletrônica dos últimos 60 meses, nas informações passadas para a Receita.

Relacionamos, mês a mês, todos os valores que podem ser recuperados. Com essas informações, solicitamos junto à Receita Federal um pedido administrativo de restituição.

A Receita Federal tem levado de 30 a 60 dias para depositar os valores diretamente na conta bancária da empresa!

Em tempos de COVID-19, esse dinheiro poderá salvar o seu ano.

E o mais importante, só depois que a Receita Federal efetuar o crédito na conta da sua empresa, com valores atualizados, receberemos um percentual em forma de honorários contratuais pelos serviços prestados.

Fabricantes e importadores de alguns segmentos de mercado, ao venderem seus produtos aos distribuidores/revendedores, são obrigados a pagar, de forma antecipada, os valores de PIS e COFINS, calculados a partir de estimativa de valor que será cobrado do consumidor final.

Essa forma de cobrança antecipada de tributos é conhecida como Regime Monofásico de tributação.

Em outras palavras, nesse regime de tributação as indústrias e importadores já pagam toda a tributação, cujos valores são embutidos nos preços dos produtos e pagos pelos revendedores e distribuidores que nada mais devem pagar a título de PIS E COFINS.

Acontece que as empresas do SIMPLES NACIONAL, ao pagar o “Imposto do SIMPLES” não excluem da base de cálculo os produtos monofásicos de tributação.

Com isso, pagam PIS E COFINS em duplicidade. Uma vez embutido no preço de compra dos produtos e outra vez no pagamento do SIMPLES, pois dentro da alíquota do SIMPLES, existe um desmembramento que destina uma parte ao PIS E COFINS.

Por essa razão muitas empresas do SIMPLES NACIONAL possuem créditos que podem ser recuperados.

Não espere que a Receita Federal faça as contas e devolva o valor que foi pago a maior!

A Receita Federal só devolverá para quem comprovar esses valores pagos indevidamente. E é nesse ponto que a REVISAFISCO entra em ação!

Para conseguirmos recuperar esses créditos, realizamos uma auditoria eletrônica dos últimos 60 meses, nas informações passadas para a Receita.

Relacionamos, mês a mês, todos os valores que podem ser recuperados. Com essas informações, solicitamos junto à Receita Federal um pedido administrativo de restituição.

A Receita Federal tem levado de 30 a 60 dias para depositar os valores diretamente na conta bancária da empresa!

Em tempos de COVID-19, esse dinheiro poderá salvar o seu ano.

E o mais importante, só depois que a Receita Federal efetuar o crédito na conta da sua empresa, com valores atualizados, receberemos um percentual em forma de honorários contratuais pelos serviços prestados.

revisa-fisco-img5-min

Etapas do Processo

ETAPA 1

Entre em contato conosco preenchendo os campos do formulário no fim desta página

ETAPA 4

Assinatura do contrato de prestação de serviços

ETAPA 2

Remessa dos documentos em arquivos de XML e PGDAS e acessos necessários

ETAPA 5

Realização da auditoria digital, retificação das informações e requerimento à Receita Federal solicitando o crédito dos valores na conta de sua empresa

ETAPA 3

Realizamos uma auditoria prévia dos documentos para apurar a estimativa do valor do crédito. Apresentação em reunião virtual

ETAPA 6

Aguardar entre 30 e 60 dias o crédito na conta corrente da empresa e repassar o percentual estipulado em contrato

Etapas do Processo

ETAPA 1

Entre em contato conosco preenchendo os campos do formulário no fim desta página

ETAPA 2

Remessa dos documentos em arquivos de XML e PGDAS e acessos necessários

ETAPA 3

Realizamos uma auditoria prévia dos documentos para apurar a estimativa do valor do crédito, apresentação em reunião virtual

ETAPA 4

Assinatura do contrato de prestação de serviços

ETAPA 5

Realização da auditoria digital, retificação das informações e requerimento à Receita Federal solicitando o crédito dos valores na conta de sua empresa

ETAPA 6

Aguardar entre 30 e 60 dias o crédito na conta corrente da empresa e repassar o percentual estipulado em contrato

Entre em Contato

Telefone

(51) 99684-0264

Whatsapp

(51) 99684-0264

Facebook

@revisafisco

E-mail

simples@revisafisco.com.br

    Seu Nome:

    Seu E-mail:

    Sua Mensagem:

    Copyright © 2020 · Todos os direitos reservados.

    Desenvolvido por Weepages